White papper

Aplicativos móveis no acesso a catalogação da Biblioteca Nacional de Angola

Por: Eng.º Jelson Sebastião dos Santos, Mestrando em Desenvolvimento de Aplicativos Móveis, Especialista em Sistema de Informação, Licenciado em Ciência da Computação.
Msc. Yosbel Camacho, Professor de Tecnologia de Informação

A formação de quadros visa dotar indivíduos de conhecimentos, habilidades e valores, para que possam cumprir com zelo, dedicação e patriotismo as suas funções. É sabido que dados, informações e conhecimentos têm um elo muito intrínseco no que concerne a temática investigava. As bibliotecas, local onde agrega-se grande quantidade de livros, revistas e artigos para consulta e não só, têm um papel preponderante na formação do indivíduo.

A nível da cidade de Luanda, existem diversas bibliotecas onde posso citar a Biblioteca Nacional de Angola, localizada em Luanda, no largo António Jacinto, que disponibiliza vários acervos bibliográficos para formar o homem na sua plenitude, dando um grande contributo no engrandecimento da sociedade angolana.

A localização do manancial de informação tanto por parte dos utentes, bem como dos gestores de bibliotecas, nem sempre é tarefa fácil. Ainda são verificadas inúmeras dificuldades para o acesso à informação sobre a disponibilidade e localização de bibliotecas. Neste sentido, urge a necessidade de implementação e disponibilidade de um aplicativo móvel que colmata as dificuldades apresentadas.

Trabalhando na Biblioteca Nacional de Angola

Após um trabalho investigativo realizado na Biblioteca Nacional de Angola, concernente à implementação e utilização de um aplicativo móvel desenvolvido para a plataforma Android, onde visa facilitar as consultas e localização de acervos bibliográficos.

Durante o período em analise foram feitas observações do modo de operacionalização dos processos, desde a chegada de um utente, atendimento, consulta dos catálogos entrega dos material bibliográfico, como também a acomodação dos mesmos materiais.

Foi possível apurar que urge a necessidade da implementação do referido aplicativo uma vez que visa facilitar e muito a vida dos que aí frequentam.

Ao longo da investigação, foi possível também averiguar que, por norma, todos os trabalhos de fim de curso (defendido a nível nacional) após os trâmites normais devem ser entregues à biblioteca nacional uma vez que fazem parte do património intelectual do País, mas infelizmente por falta de conhecimento por parte de algumas unidades orgânicas e dos próprios autores, e associado a exiguidade de espaço na referida biblioteca, esta norma não é divulgada aos intervenientes.

Métodos e materiais

Com base nas observações e entrevistas, onde foi possível em dois dias de trabalho entrevistar cerca de 15 utentes, cujo resultados encontram-se abaixo, foi possível averiguar que mais da metade dos entrevistados possuem telemóveis inteligentes (condição necessária para utilizar o aplicativo móvel), mas deste número apenas metade tem acesso permanente à internet e a sua menoria ainda são estudantes, tendo maior ênfase os do ensino médio.

Resultados

Os acervos bibliográficos, a sua organização, gestão e catalogação têm como base a classificação Decimal Universal, que é dividida em temática e cada temática é atribuída um dígito que sai de 0 a 9.
Todos os exemplares (documentos) são organizados em conformidade a temática principal que circunscreve a referência que lhes é atribuída na lombada e são ordenados na estante com a referência de CDU que lhes é conferido.

Actualmente as pesquisas são realizadas com base em listas impressas organizadas em temática, o que leva muito tempo para a localização do material desejado. E quando o material é finalmente encontrado os utentes devem transcrever o que necessitam numa ficha e depois entregar ao bibliotecário que por sua vez vai localizar o mesmo. Ora esta solução tem diversos percalços não porque as listas podem estar desactualizadas ou danificadas como também algumas folhas podem ser extraviadas.

Para o controlo e gestão dos materiais que entram e saem das estantes, a Biblioteca utiliza o Aplicativo Microsoft Office Excel numa versão 2013, o que muitas vezes não satisfaz as necessidades inerentes de todo o processo.

Com base nas pesquisas realizadas e consequentes entrevistas, foi possível construir o quadro número 1, onde é possível verificar que com a implementação e utilização de um aplicativo para a consulta dos catálogos mudará a forma de acesso e a vida de todos os envolvidos. Pecando apenas pela quantidade de dispositivos móveis inteligentes e o acesso à Internet que as vezes criam situações pouco abonatórias aos envolvidos.

No quadro 2, é possível verificar o tempo médio que faz um atendimento bem como número de vezes que um utente frequenta a biblioteca realçando também que os livros e os jornais são os acervos mais e menos solicitados.

Com a implementação do aplicativo que rodará no ambiente android, os utentes poderão acessar a lista de todos as temáticas.

Conclusão

Com base no aludido, somos a considerar a importância da implementação do aplicativo que vai colmatar as dificuldades aqui mencionadas. O aplicativo estará disponível na Google Playstore e vai facilitar o acesso às bibliotecas, as categorias bem como aos acervos disponíveis na biblioteca, desta feita, antes do utente dirigir-se a biblioteca fará uma pesquisa para saber se o material pretendido se encontra disponível ou não, e caso esteja terá a possibilidade de guardar as buscas feitas e ao chegar à Biblioteca apresentar a lista do material em causa, consumindo menos tempo nas pesquisas e atendimento.

Sem sombra de dúvidas que as aplicações móveis vieram para ficar e mudar a nossa forma de interagir e de realizar as diversas actividades, e numa visão mais ampla e noto que os aplicativos móveis emergem o ser humano numa nova realidade, uma realidade de possibilidades alternativas.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal clicando aqui !!!

Itens Relacionados