Infra-estrutura de internet abrirá caminho para o crescimento do potencial de África

Zimbábue aprova projecto de instalação de fibra óptica ao longo de toda rede ferroviária

A infra-estrutura da internet vai desbloquear o potencial económico de África e abrirá espaço para o seu desenvolvimento, afirma o Business Insider Africa (BIA) citando a maior interconectividade digital, a extensão da rede de fibra óptica, os baixos preços na venda de smartphones e a entrada em vigor da Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA).

De acordo com o site, África abriga algumas das economias que mais crescem no planeta e milhões de africanos estão a ascender para a classe média todos os anos, o que resultou em um aumento sem precedentes nos mercados de consumo, especialmente durante a pandemia. Em resposta a este aumento crescente, surgiram várias startups, com este mercado crescendo exponencialmente nos últimos 12 meses.

Ao todo, 564 startups africanas de tecnologia arrecadaram mais de 2 bilhões de dólares em financiamento em 2021, um aumento de 206% em relação ao ano 2020, de acordo com o African Tech Startups Funding Report da Disrupt Africa. Por outro lado, o tamanho médio do negócio também cresceu para mais de 3,8 milhões de dólares contra os 1,7 milhão de dólares do ano anterior.

Este crescimento de startups, segundo o BIA, está ser viabilizado por uma maior interconectividade digital e velocidades de internet, com a instalação de cabos submarinos que ligam mais de 20 países africanos à Europa e ao Médio Oriente, como os cabos submarinos da Meta e do Google, por exemplo.

Outro factor que concorre para este crescimento é a construção, já em andamento, de uma rede de fibra óptica do Ocidente ao Oriente e também o nível de penetração de smartphones no continente, com 477 milhões de indivíduos na África Subsariana (45% da população regional) aderindo aos serviços móveis 

Entretanto, espera-se que o fornecimento de internet seja ainda mais facilitado com o funcionamento pleno da Zona de Comércio Livre Continental Africana, que entrou em vigor em 2021. De acordo com o BIA, quando este mercado comum tingir a sua escala total, substituirá a União Europeia como maior bloco comercial do mundo.

 

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal clicando aqui  !!!

Partilhar artigo:

Somos um portal de notícias, voltado às tecnologias de informação e inovação tecnológica. Informamos com Rigor, Objectividade e Imparcialidade. Primamos pela qualidade, oferecendo aos nossos leitores, a inclusão tecnológica e a literacia digital

+(244) 930747817

info@pti.ao | redaccao@pti.ao

Mais Lidas

Últimos Artigos

Desenvolvido Por SP Media