Meta permitirá publicações que incitam a violência contra russos e que pedem a morte de Vladimir Putin

A Meta vai permitir que os utilizadores do Facebook e Instagram de alguns países incitem abertamente à violência contra militares russos e também aceitará publicações sobre pedidos de morte contra os presidentes da Rússia e da Bielorrússia.

A informação consta de vários e-mails a que a Reuters teve acesso na última semana, os quais referem-se a uma mudança temporária na política de discurso de ódio das plataformas controladas pela empresa norte-americana.

De acordo com os referidos e-mails, que foram enviados aos moderadores de conteúdos das respectivas redes sociais, a Meta vai autorizar a divulgação de publicações que peçam a morte dos presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, em países como a Ucrânia, Rússia, Arménia, Azerbaijão, Estónia, Geórgia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, Roménia e Eslováquia.

Em comunicado, um porta-voz da Meta confirmou a informação, mas observou que a incitação à violência não se aplica aos civis.

“Como resultado da invasão russa à Ucrânia, vamos permitir, temporariamente, discursos relacionados com a situação política que normalmente violariam as nossas regras, como discursos violentos que mencionem a ‘morte aos invasores russos’. Continuaremos sem permitir apelos à violência contra civis russos”, disse.

De acordo com a Meta, os apelos à morte dos dois presidentes serão permitidos desde que não contenham outros alvos ou outros indicadores de credibilidade como locais ou métodos da morte. Por outro lado, os apelos à violência contra os militares russos são permitidos quando a publicação se refere claramente à invasão da Ucrânia, mas não se aplicam aos prisioneiros de guerra russos.

No âmbito das alterações da política de incitação à violência, a Meta vai também permitir a divulgação de publicações que incluam elogios ao Batalhão de Azov, uma milícia ucraniana de extrema-direita defensora do nazismo e com ligação ao Sector de Direita, um partido político neofascista, neonazista e ultranacionalista da Ucrânia que também combate os russos no terreno.

 

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal clicando aqui  !!!

Partilhar artigo:

Somos um portal de notícias, voltado às tecnologias de informação e inovação tecnológica. Informamos com Rigor, Objectividade e Imparcialidade. Primamos pela qualidade, oferecendo aos nossos leitores, a inclusão tecnológica e a literacia digital

+(244) 930747817

info@pti.ao | redaccao@pti.ao

Mais Lidas

Últimos Artigos

Desenvolvido Por SP Media