Angola lidera top 10 dos países que mais sofrem ataques de negação em África

Angola lidera top 10 dos países que mais sofrem ataques de negação em África

Angola é, de acordo com a recente actualização do relatório da Cloudflare, o país que mais sofre com ataques cibernético de negação (DDoS, na sigla inglesa) em todo o continente africano, ultrapassando o Zimbábue que até pouco tempo liderou a lista onde constam também países como: Tunísia (10º lugar), Djibuti (9º lugar), Madagascar (8º lugar), África do Sul (7º lugar), Nigéria (6º lugar), Ruanda (5º lugar), Ilhas Reunião (4º lugar), Senegal (3º lugar) e Zimbábue (2º lugar).

No relatório, sobre “Tendências de ataques DDoS para o segundo trimestre de 2022”, Angola surge com um percentual de 12,77% em ataques de negação na camada de rede, liderando o top 10 com 3.74% de superioridade em relação ao Zimbábue, segundo colocado, e 6.48% em relação ao Senegal, terceiro colocado. Entre os principais alvos estão os operadores de internet a grosso, os operadores móveis, instituições governamentais e o sector financeiro.

Angola lidera top 10 dos países que mais sofrem ataques de negação em África

Posicionamento de Angola em África – Créditos: Cloudflare

De acordo com o coordenador de produtos da Angola Cables, Crisóstomo Mbundu, que falava em reação ao relatório, o crescimento das ameaças no espaço virtual nacional, constitui uma resposta ao aumento da capacidade de interligação internacional que o país passou a deter. Pois, se por um lado este crescimento em termos de infra-estruturas robustas é fundamental ao desenvolvimento do sector, por outro lado torna-nos visíveis no mundo e, naturalmente, em potenciais alvos.

Para minimizar os efeitos dos ataques cibernéticos, o engenheiro recomenda a utilização de sistemas de protecção distribuída Anti-DDoS, capazes de monitorar, detectar e mitigar em tempo real qualquer ataque o mais próximo possível da sua origem.

Angola lidera top 10 dos países que mais sofrem ataques de negação em África

Posicionamento de Angola a nível global – Créditos: Cloudflare

A nível global, de acordo com o documento, Angola mantêm-se na 4ª posição da categoria, perdendo apenas para Palestina (1º colocado), Azerbaijão (2º colocado) e Coreia do Sul (3º colocado).

 

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal clicando aqui  !!!

Partilhar artigo:

Somos um portal de notícias, voltado às tecnologias de informação e inovação tecnológica. Informamos com Rigor, Objectividade e Imparcialidade. Primamos pela qualidade, oferecendo aos nossos leitores, a inclusão tecnológica e a literacia digital

+(244) 930747817

info@pti.ao | redaccao@pti.ao

Mais Lidas

Últimos Artigos

Desenvolvido Por SP Media