Internacional

Google anuncia despedimento de mais de 11 mil funcionários

Os despedimentos nas grandes tecnológicas parecem ainda estar longe do fim, com o anúncio mais recente nos chegando da Alphabet, empresa detentora da Google, que informou hoje que vai despedir mais de 6% da sua força total de trabalho em todo mundo. Em termos práticos, cerca de 12 mil funcionários da tecnológica norte-americana perderão o emprego. O anúncio dos cortes surge um dia após a Microsoft confirmar também que vai despedir 10 mil funcionários até o final do terceiro trimestre deste ano.

Os cortes serão extensivos a todas as áreas de produto, todas as funções, todos os níveis e todas as regiões em que a Alphabet tem presença. Em um e-mail enviado aos funcionários, o CEO da Google, Sundar Pichai, afirma que os despedimentos são uma resposta à distinta realidade económica que a empresa enfrenta actualmente.

“Tenho notícias tristes para partilhar. Decidimos reduzir aproximadamente 12.000 funcionários da nossa força de trabalho. Já enviámos um e-mail separado aos funcionários afectados pela decisão nos EUA, noutras regiões, o processo levará mais tempo devido aos procedimentos e legislações locais. Isto significa dizermos adeus a pessoas incrivelmente talentosas e que muito se esforçaram para estarem connosco, pessoas com quais gostamos de trabalhar. Sinto muito por isso,” pode ler-se no e-mail.

Na correspondência enviada aos funcionários, Sundar Pichai assume total responsabilidade pelas decisões que levaram a empresa até aos despedimentos hoje anunciados e garante que os funcionários despedidos terão os seus devidos benefícios conforme prevê a lei.

Ou seja, os funcionários afectados pela decisão e que residem nos EUA, por exemplo, serão pagos durante dois meses e terão acesso a um pacote de benefícios que aumenta conforme o tempo de trabalho na empresa. Os bónus e as férias esperadas para 2022 também serão pagos, e os funcionários continuarão a ter acesso ao plano de saúde e ajuda com processo de imigração. Já os funcionários fora dos EUA, serão tratados conforme as respectivas legislações dos países em que actuam.

 

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal clicando aqui !!!

Ferreira Manuel

Ferreira Manuel é um redactor web em ascensão, no Portal de T.I, residente em Luanda, Angola. É estudante de Comunicação Social e entusiasta das criptomoedas e da tecnologia blockchain.

Itens Relacionados